Saneamento

Tratamento de águas

de abastecimento

PROF. SIDNEY SECKLER FERREIRA FILHO

Professor Associado 3 da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Departamento de Engenharia Hidráulica e Ambiental) atuando na área de Engenharia Sanitária e Ambiental (tratamento de águas de abastecimento, tratamento de águas residuárias, processos físico-químicos em Engenharia Ambiental e química aquática 

O objetivo principal deste site é permitir a difusão de material didático produzido pelo autor via Web de forma que possam ser utilizados por diferentes usuários (alunos, docentes e profissionais). Dentre os materiais disponíveis encontram-se aulas em PowerPoint e vídeos técnicos cuja função é auxiliar no entendimento do funcionamento de diferentes processos e operações unitárias empregadas em Engenharia Sanitária e Ambiental 

LINHAS DE PESQUISA

Remoção de contaminantes orgânicos no tratamento de águas de abastecimento por processos de adsorção 

Uma vez que o tratamento convencional de águas de abastecimento não é concebido para a remoção de compostos orgânicos de origem antropogênica, objetiva-se o estudo e otimização da utilização do carvão ativado em pó e carvão ativado granular na remoção de contaminantes orgânicos e definição de suas condições ótimas de aplicação no tratamento de águas de abastecimento

Controle de gosto e odor no tratamento de águas de abastecimento por processos de adsorção e oxidação química

Um dos maiores desafios atualmente enfrentados no tratamento de águas de abastecimento é a minimização dos problemas de gosto e odor na água tratada. Desta forma, esta linha de pesquisa tem por objetivo principal o estudo da combinação de processos de adsorção e oxidação química que podem ser empregadas na remoção de compostos orgânicos de origem biogênica (MIB e Geosmin) causadores de gosto e odor em águas de abastecimento

Processos físico-químicos no tratamento de águas residuárias e efluentes industriais 

Os processos físico-químicos são largamente empregados no tratamento de águas residuárias e, mais recentemente, a utilização de tratamento primário quimicamente assistido (CEPT) tem sido uma opção interessante no tratamento de esgotos sanitários. Assim sendo, esta linha de pesquisa objetiva o estudo da otimização de processos de coagulação e floculação no tratamento de águas residuárias e efluentes industriais abordando a definição de coagulantes mais adequados e suas dosagens ótimas 

Tratamento de lodos gerados em estações de tratamento de águas de abastecimento e esgotos sanitários  

O tratamento e disposição de lodos gerados em estações de tratamento de águas de abastecimento e águas residuárias são um dos maiores custos operacionais na área de saneamento. Desta forma, esta linha de pesquisa tem por objetivo principal o estudo de diferentes técnicas de adensamento, condicionamento, desidratação e disposição final de lodos que permitam obter soluções economicamente viáveis e ambientalmente sustentáveis

Otimização de processos e operações unitárias empregadas no tratamento convencional de águas de abastecimento   

O tratamento convencional de águas de abastecimento é tradicionalmente dotado de processos de coagulação, floculação, sedimentação, filtração e desinfecção. Desta forma, esta linha de pesquisa tem como escopo principal a otimização destes processos unitários, podendo-se citar o estudo de coagulantes alternativos, modelação da cinética de floculação de suspensões coloidais e tecnologia de filtração